Sistema de Avaliação
Horário de Funcionamento: 07h00 às 22h00
Rua da Glória, nº 394, Centro, Diamantina/MG - (38)3531-9666
  • Cadastro

Sistema de Avaliação

 

SIATEMA DE AVALIAÇÃO

 

 

Na graduação da FCJ, o processo de avaliação se dá em três situações variando de uma para outra; a dizer: nas Disciplinas, no Estágio e no TCC.

O processo de avaliação em   cada   disciplina   é   feito   por   pontos cumulativos, em uma escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos assim distribuídos:

 

AVALIAÇÕES

60 pontos distribuídos durante o período

40 (quarenta) pontos em duas provas dissertativas ou dissertativas e objetivas.

20 (vinte) pontos distribuídos em atividades extraclasse.

40 pontos distribuídos no final do período

Obtidos mediante uma prova final de 40 (quarenta pontos).

 

No processo de avaliação no Núcleo de Práticas Jurídicas  o estagiário é avaliado por seu respectivo professor orientador, através de 02 (duas) avaliações de 30 (trinta) pontos, e uma de 40 (quarenta) pontos, realizadas no decorrer do período letivo. É obrigatória a presença do estagiário nas aulas de prática simulada respeitando-se os critérios estabelecidos no regimento; no entanto, as áreas do direito relacionadas às atividades avaliativas da prática simulada podem ser de escolha livre do estagiário.  O NPJ observa os critérios de avaliação conforme tabela abaixo:

1.

REDAÇÃO DE PEÇAS PROCESSUAIS

1.1

Tempo e modo de confecção/formatação da peça:

  • Observância dos padrões de normatização adotados pelo NPJ;
  • 15 dias para petição inicial;
  • 7 dias para devolver a peça acrescida das correção;
  • Nas peças que estejam sujeitas a prazo definido em lei, a peça deve ser entregue na metade do prazo.

1.2

Observação da gramática normativa

1.3

Atendimento às modificações sugeridas pelo professor na apresentação da petição corrigida.

1.4

Redação adequada dos fatos:

  • a adequação se refere aos fatos ocorridos e como narrados no relatório de atendimento realizado pelos alunos;
  • observar se os alunos tomaram todos os dados necessários à propositura da demanda.

1.5

Redação adequada dos fundamentos jurídicos:

  • quanto à ordem;
  • quanto à relevância dos argumentos expedidos;

 

2.

TÉCNICA JURÍDICA

2.1

Acerto do procedimento e da medida processual cabível:

  • escolha, dentre os procedimentos e medidas processuais, da mais adequada para o caso concreto.

2.2

Sustentação oral perante o orientador acerca da medida processual escolhida:

  • os alunos deverão justificar perante o orientador a escolha do procedimento e da medida processual;

2.3

Coerência entre a fundamentação e os fatos

2.4

Utilização adequada do ordenamento jurídico nacional e documentos normativos de direito internacional e da jurisprudência:

2.5

Formulação adequada dos pedidos:

 

3.

INTERESSE, PARTICIPAÇÃO E EMPENHO INDIVIDUAL NAS ATIVIDADES QUE DESEMPENHA NO NPJ

3.1

Cumprimento dos prazos processuais sem cobrança do orientador

os alunos deverão observar os prazos de seus processos mesmo que estes  vençam em dias diferentes a sua permanência no NPJ.

3.2

Acompanhamento pessoal dos atos processuais em cartório

  • o aluno deverá se dirigir pessoalmente à secretaria do fórum para fazer carga, retirar cópias de despachos, sentenças ou outras peças processuais, observando que, caso o aluno não possua a carteira de estagiário, terá dificuldades em exercer individualmente suas atividades junto às secretarias dos juízos;
  • a comprovação de obtenção da Carteira da Ordem, bem como da incompatibilidade ou impedimento deverá ser apresentada a cada início de semestre;
  • Comparecimento em audiência dos processos sob responsabilidade do aluno. No caso de não haver audiência designada para a dupla, os alunos deverão acompanhar, no mínimo, três audiência que estejam incluídas na pauta do NPJ (uma cível, uma criminal e uma trabalhista) por semestre, condicionado à apresentação de relatório produzido na própria audiência e assinado pelo juiz.

3.3

Organização das pastas individuais:

  • os alunos deverão manter a relação de seus processos sempre atualizada;
  • o esquecimento ou a retirada de processo da relação acarretará perda de pontos;
  • os alunos são responsáveis pelos documentos anexados nas pastas;
  • os alunos deverão manter as pastas com cópias dos principais atos processuais praticados, observando a mesma numeração dos autos principais;
  • para o arquivamento do processo os alunos deverão formular relatório enumerando as peças que se encontram disponíveis nas pastas e a razão do arquivamento.

3.4

Informações adequadas ao cliente relativas ao processo:

  • os alunos deverão fornecer ao cliente todas as informações necessárias ao andamento do feito, inclusive tomando com rol de testemunhas;
  • os alunos deverão comunicar o cliente das datas de audiências e perícias;
  • os alunos deverão comunicar por escrito o cliente a respeito dos requisitos observados quanto às testemunhas, ouvindo-as anteriormente à audiência, orientando-as quanto ao testemunho que darão em juízo, bem como sobre os requisitos necessários a apresentação em juízo, tais como vestimentas e documentação.

3.5

Comprometimento com o outro membro da dupla, urbanidade e sobriedade no trato com os colegas, clientes, bolsistas, funcionários e professores.

 

Por fim, a última etapa avaliativa que o aluno é submetido na FCJ é a apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso, aqui sob forma de monografia. Correção de Linguagem e Utilização adequada da terminologia jurídica; Domínio do Conteúdo Proposto; Reflexão, argumentação e interpretação crítica do tema proposto; Revisão crítica da literatura sobre o tema proposto; e Observância dos critérios técnicos estabelecidos nas normas da ABNT e respeito à legislação de direitos autorais.

Início

Fevale

Fafidia

FCJ

Pesquisa e Extensão

Biblioteca

Publicações