Geral
Horário de Funcionamento: 07h00 às 22h00
Rua da Glória, nº 394, Centro, Diamantina/MG - (38)3531-9666
  • Cadastro

Geral

GERAL

 

 

Instalações

 

As instalações da Biblioteca compreendem 10 setores:

  • Área técnico-administrativa (processamento técnico);
  • Recepção;
  • Acervo Direito, Filosofia, História, Matemática, Pedagogia, Música e ciências afins;
  • Obras de referência (dicionários, gramáticas, enciclopédias, manuais, etc.);
  • Acervo de periódicos;
  • Acervo de obras raras;
  • Bancada para  computadores (uso de internet e trabalhos acadêmicos com 3 lugares);
  • Área de leitura Individual (16 escrivaninhas);
  • Área para estudo em grupo (5 Mesas com 4 lugares);
  • Área para lanche dos funcionários da biblioteca;

 

Acervo

O acervo é constituído por mais de 22.269 exemplares, especificamente:

  • Livros: 22269 volumes
  • Revistas: 544 (Total de títulos: 28)
  • Analíticos: 2.572
  • Material audiovisual: 669 (vídeos, CDs, DVDs)
  • TCCs: 309
  • Obras raras: 803 volumes

 

Recursos

a) Funcionários: a equipe da Biblioteca é formada  por  uma  bibliotecária,  duas auxiliares.

b) Informática: O sistema utilizado pela nossa biblioteca é o SHOPIA BIBLIOTECA de gestão abrangente e eficiente, em constante atualização, que permite acesso rápido às informações, facilitando inúmeras tarefas da biblioteca para nossos alunos e funcionários.

                 Para a ampliação subjetivamos desenvolver reestruturação administrativa para melhoria organizacional na biblioteca. Reconstruir as cadeias produtivas do setor, a fim de ampliar a ergonomia de trabalho da equipe; descentralizar atividades para aumentar a hernomia e eficiência de cada função desempenhada para o setor e também, aprimorar os serviços de processamento técnico e atividades da área de informação para complementação de atividades administrativas, docentes e discentes.

 

Serviços

A Biblioteca oferece a seus usuários os seguintes serviços:

a) Orientações personalizadas às pesquisas no sistema da Biblioteca;

b) Empréstimo, renovação e reserva de material bibliográfico IN LOCO;

c) Consulta ao acervo, renovação de empréstimos e reservas de empréstimo ONLINE;

 

Usuários

Os usuários regulares são os membros da instituição (professores, alunos e funcionários), que podem não só consultar, mas também fazer empréstimos, de acordo com as normas da Biblioteca, a qual está aberta nos dias úteis das 07:00h às 13:00h e das 16:00h às 22:00h.  Outros interessados também têm possibilidade de acesso ao local. 

 

Memorial da FEVALE

O Memorial da Fundação Educacional do Vale do Jequitinhonha visa ajudar a FEVALE e suas mantidas a direcionar ainda mais as suas ações com ênfase à cidadania e desenvolvimento regional do Vale do Jequitinhonha, considerando desenvolvimento “um processo integrado de expansão de liberdades substantivas interligadas e fundamentadas em considerações econômicas, sociais e políticas”[1]. Sendo Diamantina Patrimônio Cultural da Humanidade[2], entendemos que alguns pontos justificam ações voltadas para a memória e patrimônio, que de certo modo alimentará o interesse para a criação de graduações voltadas para a cultura, visto que a cidade de Diamantina é compreendida como um sítio laboratorial no quesito cultura.

O memorial tem como objetivo o resgate dos legados culturais que estão se perdendo pelo efeito do tempo. Entendemos ainda que, um centro de memória na FEVALE, traz outros benefícios a Diamantina e em seu entorno nos seguintes pontos:

a) Memorial como veículo da preservação da Memória do Patrimônio e da Cultura Local;

b) Produzir conhecimento sobre a região;

c) Construir um Centro de Referência;

d) Implantar e implementar projetos culturais e sociais;

e) Resgate da música local;

f) Mapeamento a catalogação da música sacra, popular e erudita, colonial, barroca de Diamantina e seu entorno.

O Memorial conta com os seguintes acervos:

I) Acervo fotográfico JK

3.3.1.1 Primeiro Período;

3.3.1.2 Segundo Período;

3.3.1.3 Terceiro Período;

II) Dossiê da FEVALE

3.3.2.1 Articulações políticas;

3.3.2.2 Primeira fase: Implantação;

3.3.2.3 Segunda fase: Década de 70;

3.3.2.4 Terceira fase: Década de 80;

3.3.2.5 Quarta fase: Década de 90;

3.3.2.6 Quinta fase: Ano 2000 até atualidade;

III) Dossiê Aires da Matta Machado Filho

IV) Dossiê Colégio Nossa Senhora das Dores



[1] SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

[2] Título conquistado pela cidade em dezembro de 1999, sendo a porta de entrada para o Vale do Jequitinhonha, mantém um centro histórico preservado e conservado e uma rica tradição em festas e comemorações religiosas e populares.

Início

Fevale

Fafidia

FCJ

Pesquisa e Extensão

Biblioteca

Publicações